terça-feira, 14 de agosto de 2012

Contradições do Cangaço

O cangaço foi um movimento social que surgiu no sertão do Nordeste brasileiro devido a insatisfações e aversões aos governantes. Os executantes do cangaço eram denominados cangaceiros.

Também denominado “Banditismo Social”, o cangaço era executado por bandos de pessoas que matavam, roubavam e, segundo alguns autores, doava aos pobres, daí a alcunha de banditismo. Em meio à tentativa de industrialização e modernização do Brasil, na República Velha, os proprietários de terras eram ameaçados pelos grupos, que invadiam suas propriedades para aniquilação em peso e latrocínio.

Eram acusados pelos coronéis de distorcerem a realidade. Em contrapartida, uma atividade bastante comum mandada muitas vezes por eles era o crime de mando: em troca de materiais e dinheiro os cangaceiros perseguiam e matavam o “alvo”. Eram grupos paramilitares, um dos seus principais rivais.

O líder desse movimento era Virgulino Ferreira da Silva, vulgarmente conhecido como Lampião. Seu papel no grupo era de suma importância, pois além de ter sido ele o idealizador e criador da “quadrilha”, era ele também quem ditava as regras. Uma delas era a abnegação total de mulheres no bando, isso até ter conhecido Maria Gomes de Oliveira – Maria Bonita –, com quem se casou e teve filhos.

Rui Fado relata de forma bastante dinâmica o ápice do cangaço em “A História do Cangaço”. Um filme que mostra nitidamente as características do ambiente da época, além do cotidiano do bando, visto também em “Deus e o diabo na Terra do Sol”.

Como já esclareci anteriormente, Lampião comandava o maior grupo social de extermínio do Sertão brasileiro. Alguns autores o consideram o “Hobby Woody” brasileiro, justamente por acreditarem que o objetivo do bando era roubar e doar aos pobres, como fazia o personagem citado. Já outros discordam totalmente desse pensamento. Particularmente concordo com os historiadores que citam a “bondade” de Lampião, O Rei do Cangaço, pelo momento em que viviam, de corrupção e extrema miséria.

O governo ofereceu uma grande recompensa a quem capturasse Lampião, uma emboscada foi armada para pegar e matar todo o bando. Caíram. Apenas dois se safaram e conseguiram fugir, o restante, inclusive Lampião e Maria Bonita, foram mortos e decapitados, chega ao fim então o Cangaço brasileiro. 
                                                                                                                  Eduardo Dantas do Nascimento 

Um comentário: